Economia

Fundo de R$ 100 milhões desburocratiza acesso ao crédito e fomentará economia também de Sinop, avalia coordenador

O coordenador do Centro de Atendimento Empresarial da secretaria municipal de Desenvolvimento Econômico de Sinop, Jefferson Diniz de Melo, apontou, em entrevista, ao Só Notícias, que o Fundo de Aval Garantidor de Mato Grosso, de R$ 100 milhões, anunciado pelo governador Mauro Mendes, vem em um momento com alta na inadimplência e vai ajudar muitos empreendedores que esbarravam na burocracia a ter acesso à linha de crédito, além de injetar dinheiro na economia local. 

“O avalista é um grande problema para conseguir crédito, as pessoas próximas para avalizar às vezes tinham o nome sujo, pendências e não conseguiam. Esse fundo vem para ajudar nesse sentido. Tem uma importância enorme e a secretaria além de disponibilizar os profissionais para auxiliar a busca de crédito sempre faz reuniões com os bancos para discutir a melhor maneira do benefício”, analisou o coordenador. 

São R$ 100 milhões assegurados para garantir crédito a setores fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico no Estado. Diniz explicou que “é um fundo de aval, garantidor para avalizar as pessoas que vão tentar pegar o crédito. Existem créditos no Desenvolve MT pelo banco do fomento do Estado, mas os empreendedores têm que ter um avalista. Se tentar pegar um crédito de R$ 200 mil e quer colocar o carro de R$ 100 mil ainda faltam R$ 100 mil, e esse fundo vai servir para isso, avalizar esse restante”,  acrescenta.

O MT Garante amplia o acesso a linhas de crédito a microempreendedores individuais, microempresas e empresas de pequeno porte, pequeno e médio produtor rural, cooperativas organizadas e centros de crédito e setores ligados à economia solidária. ” É de suma importância, a gente sabe que esse período que estamos passando diminuiu muito o movimento do comércio e essas linhas além de auxiliar no investimento também fomenta o comércio local, coloca dinheiro na praça. O nível de inadimplência nesse período foi alto, quantas empresas passaram a beira da falência, esse crédito vem para ajudar a passar esse período difícil”. 

O Fundo de Aval Garantidor de Mato Grosso é vinculado à secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, que fornecerá recursos financeiros afiançando os riscos das operações de financiamento. “A única situação é que a lei foi aprovada na quarta-feira, porém, a lei fala que o governo tem 120 dias para regulamentar, ver quem vai gerir, quais serão as instituições financeiras, quem vai administrar. Tudo isso vai ser definido via decreto, por isso que ainda não tem a sistemática de como vai funcionar”.

Só Notícias/David Murba (foto: Maurício Vitorino/arquivo)