Economia

Encontro em Sinop está discutindo o trabalho escravo em Mato Grosso

Começou, agora há pouco em Sinop, o encontro “Cidadania Sim, Trabalho Escravo Não”, promovido pelo Fórum de Combate ao Trabalho Escravo, que visa discutir e definir estratégias para erradicação desse tipo de trabalho no Estado.

Agentes pastorais, lideranças de comunidades, trabalhadores rurais e estudantes vão participar hoje e amanhã das palestras e debates, que serão no anfiteatro da Unemat. A programação para hoje inclui a história do trabalho escravo e suas facetas contemporâneas, tema de exposição do professor da UFMT, Vitali Joanani Neto.

O coordenador nacional da Campanha pela CPT, Frei Xavier Plassat, falará sobre o trabalho escravo no Brasil e em Mato Grosso. À tarde, participam do painel “Cidadania e Direitos Humanos” o representante da OAB em Sinop, Rui Farias, e a coordenadora da Fiscalização do Trabalhador Rural, Bárbara Luz Gurgel Marques.

Ainda será apresentado o painel “Instrumentos Práticos de Exercício da Cidadania”, com a participação do procurador da República em Mato Grosso, Mário Lúcio Avelar e do auditor-fiscal da DRT no Estado e presidente da Amafit, Valdiney Antônio. Amanhã , às 8h30, o encontro promove o painel “Como instrumentar o Combate ao Trabalho Escravo e Degradante da região”.