Economia

Desemprego cresce para 10,6% e renda do trabalhador melhora

O desemprego cresceu entre as seis maiores regiões metropolitanas do País, atingindo em fevereiro 10,6% da População Economicamente Ativa (PEA). Em janeiro, a taxa de desocupação ficou em 10,2%.

Mas em fevereiro do ano passado, o desemprego era de 12%. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga neste momento a Pesquisa Mensal de Emprego e Salários (PME).

O desemprego aumentou porque o número de pessoas em busca de trabalho cresceu, sem a respectiva abertura de vagas para atender a tal procura. O IBGE contabilizou 19,4 milhões de pessoas ocupadas, praticamente o mesmo número de trabalhadores registrados em janeiro.

E 109 mil pessoas a mais saíram à caça de trabalho.O rendimento médio da população ocupada (R$ 932,90) cresceu 1,0% em relação a janeiro e 2,6% em relação a fevereiro de 2004.