segunda-feira, 27/maio/2024
PUBLICIDADE

Cuiabá ganha indústria têxtil que gerará 8 mil empregos

PUBLICIDADE

O governo e a prefeitura da capital assinaram, esta manhã, com a Vicunha Têxtil, protocolo de Intenções para a implantação de uma das maiores fábricas têxtil do mundo em Cuiabá. A obra levará cerca de 3 anos para ficar pronta e será responsável pela fabricação de 72 milhões de metros lineares de tecido por ano. “Com a instalação da planta em Cuiabá, a Vicunha se tornará a maior indústria têxtil do mundo”, enfatiza o presidente da Vicunha, Ricardo Steimbruch.

Incentivos fiscais e matéria prima foram os dois pontos de maior peso na negociação para trazer a Vicunha para Mato Grosso. O governador Blairo Maggi diz que a instalação desta indústria é um passo importante para o desenvolvimento da cadeia produtiva do algodão. Ele garantiu que o Estado continuará investindo em pesquisa, o que dará suporte para novos investimentos no setor.

O prefeito Wilson Santos disse que a negociação foi difícil e que a prefeitura só se comprometeu o que poderá cumprir. Ele destacou ainda que, desde o ano passado, tem sido mantidas negociações para Cuiabá ter este empreendimento.

A negociação com a Vicunha se intensificou nos últimos seis meses, mas o primeiro contato foi feito há cerca de 2 anos. O secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf, ressaltou que a implantação deste projeto agregará um valor de até 10 vezes a mais que preço do algodão “in natura”. “É mais um passo para a verticalização da economia e ampliação da distribuição de renda”, garante.

A parceria entre o Governo e a prefeitura de Cuiabá garantirá estrutura para a instalação do empreendimento, incluindo luz, água, transporte coletivo, coleta de lixo e vários outras ações solicitadas pela empresa.

A indústria vai gerar 2 mil empregos diretos e 6 mil indiretos. O projeto consiste numa unidade industrial com capacidade de processamento anual de 65 mil toneladas de algodão e produção de 72 milhões de metros lineares de tecido por ano.

O parque industrial ocupará uma área de 60 hectares, ficará às margens da Rodovia dos Emigrantes, no município de Cuiabá e investirá aproximadamente, R$ 350 milhões de investimentos entre construção, maquinário, mão-de-obra e capital de giro.

Ricardo explica que a escolha da implantação da fábrica em Cuiabá, e em Mato Grosso foi fundamentada na estratégia da produção estar mais próxima da principal matéria-prima para a Vicunha Têxtil: o algodão. Além disso, Cuiabá também oferece uma das melhores infraestruturas dentro de Mato Grosso.

 

 

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Bancos não terão atendimento presencial ao público no feriado de Corpus Christi

As agências bancárias não estarão abertas para atendimento presencial...

Preço médio dos combustíveis volta a subir em Sinop e Sorriso, diz ANP

O mais recente levantamento da Agência Nacional do Petróleo,...

Coleta para atualizar herbários com amostras de 32 espécies florestais é feita no Nortão

Quatro municípios mato-grossenses estão sediando no mês de maio...
PUBLICIDADE