Economia

Concluídas obras que mudaram traçado e altearam trechos da BR-163 entre Sinop e Itaúba

Estão concluídas as obras no trecho que liga Sinop a Itaúba, iniciadas em agosto do ano passado, para evitar que, com a formação do reservatório da usina Companhia Energética Sinop houvesse risco de alagar a 163. Houve mudança no traçado e a pista foi alteada em três pontos: nas proximidades do Rio Roquete, localizado entre o KM-872 e KM-874; no Ribeirão Baixada Morena, entre os KM-878 e KM-879; e por último, na região do Córrego Loanda, entre os KM-887 e KM-890. As três interferências juntas, totalizam 3.374 metros de um novo traçado de pista já construído. As obras foram feitas dentro do cronograma da empresa.

Também foram realizadas obras de contenção e implantação de quatro pontes de concreto em substituição às galerias existentes. Para não prejudicar o fluxo na rodovia, durante o período, foram providenciados desvios, permitindo que as três interferências fossem executadas simultaneamente, tendo também sido implantadas no local novas sinalizações de tráfego.

De acordo com o diretor de Engenharia e Construção da Sinop Energia, Warfield Ramos Tomaz, as obras foram necessárias para evitar possíveis interferências devido ao enchimento do reservatório. “A formação do lago, em sua cota de inundação de 302m, irá interferir pontualmente no sistema viário e travessias existentes na  área de ionfluência, conforme identificado no Estudo de Impacto Ambiental (EIA), aprovado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente de Mato Grosso (SEMA), no âmbito do processo de licenciamento ambiental da Usina Hidrelétrica Sinop”, informou.

Ainda segundo o diretor, a Agência Nacional de Águas (ANA), indicou que a infraestrutura composta por rodovias e pontes deverá ser relocada ou protegida contra cheias com tempo de recorrência de 100 anos, considerando o efeito do estágio do remanso sobre a linha de inundação do reservatório. “As obras foram realizadas para atender plenamente essa regulação da ANA”. Warfield finalizou repassando que no mês de outubro, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) visitou as obras na BR163, considerou as interferências em condições excelentes e confirmou o procedimento para transferência.

O Programa de Recomposição da Infraestrutura Viária previsto no Projeto Básico Ambiental (PBA) da Usina Hidrelétrica Sinop foi elaborado com o objetivo de mitigar possíveis interferências na infraestrutura viária utilizada pela população que reside e circula nas áreas de influência que serão envolvidas pelo Empreendimento, com a finalidade de minimizar eventuais modificações na rotina de trabalho, lazer, transporte e outros, informa a assessoria.

Não foi informado o valor investido.

 

 

Só Notícias (fotos: assessoria)