Economia

Diminui medo dos trabalhadores em Sinop de ficarem desempregados, diz pesquisa

O Índice de Medo do Desemprego que mede a sensação da população em relação ao risco de ficar desempregado no futuro próximo, houve queda, este mês, de –1,2% e passou de 121,65 pontos para 120,14. Este indicador possui base 100 em abril de 2016, e quanto maior for o índice, maior será o medo do desemprego.  A pesquisa é do Centro de Informação Socioeconômicas (CISE), em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

De março a julho, abril foi o mês em  que o sinopense teve maior medo de ficar desemprego e o IMD atingiu 127,32, no mês anterior registrou 125,87 pontos. Já maio teve índice menor de 123,76 pontos, em junho houve mais uma queda e o medo do desemprego ficou em 121,65.

Sinop chegou ao sexto consecutivo com saldo positivo na geração de empregos. Em junho, conforme dados divulgados, ontem, pelo Ministério da Economia foram 730 pessoas empregadas a mais por empresas de diversos segmentos e indústrias. De acordo com o painel do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados que foram 3224 contratados e 2.485 dispensados. No comparativo com maio, o número de vagas foi 31% maior, quando foram criadas 557.

Mato Grosso também segue gerando milhares de empregos em diversos setores da economia. Em junho, foram empregadas 12 mil pessoas a mais, saldo 42.378 contratações feitas por indústrias e empresas, inúmeros segmentos e portes, e 30.332 demissões. O balanço foi divulgado, há pouco, pelo ministério do Trabalho.

Só Notícias/David Murba (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo)