Agronotícias

Sorriso: produtores temem baixa rentabilidade devido ao custo de produção da soja

Com o fim do vazio sanitário e o início das chuvas, os produtores rurais de Sorriso, maior produtor de grãos do país iniciaram o plantio. O presidente do Sindicato Rural de Sorriso, Thiago Stefanello, ainda não tem uma estimativa da área plantada, mas lamentou o custo da produção, reforçando um dado do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) divulgado, ontem por Só notícias apontando que o custo operacional teve um incremento de 0,64% e 0,84%, em agosto, respectivamente, quando comparado ao do mês de julho deste ano. “O custo está muito mais alto, de 20 a 25% a mais que no ano passado, devido a alta do dólar, alta do frete, essa carga tributária que não para de crescer, pode ser que seja um ano de uma rentabilidade menor, mas só vamos saber isso no final da colheita”.

“O plantio esta semelhante ao ano passado, estamos esperando as chuvas normalizarem, com isso tem produtores que estão adiantado, outros que nem começaram ainda. Começamos hoje uma pesquisa interna com os produtores para ver a porcentagem correta de plantio. Temos esperança que seja um ano bom, porque nossa região depende do setor produtivo”, finalizou Stefanello.

Alguns produtores da região estão mais adiantados devido ao uso de pivôs, que permite o plantio mesmo sem chuva. Na propriedade de Luimar Gemi, localizada no distrito de Primavera, a cerca de 40km da cidade de sorriso, já foi plantado 300 hectares.

Redação Só Notícias (foto: Lucas Torres)