Agronotícias

Sorriso entrega mais 15 mil mudas frutíferas para pequenos produtores e construirá despolpadeira

Os produtores cadastrados no Programa Frutifica acabam de receber mais 15 mil mudas frutíferas – uva, pinha, goiaba, coco, acerola e manga para plantio imediato. A prefeitura investiu R$ 140 mil na aquisição.   Hoje o município conta com 95 famílias cadastradas no Frutifica, destas, 40 estão regularmente produzindo frutas em uma área de 60 hectares. São 30 mil espécimes de árvores frutíferas. Com esse novo lote de mudas, o número subirá para 45 mil frutíferas.

“Nossa meta é chegar a 100 mil espécimes plantadas e produzindo até 2020”, ressalta o secretário de Agricultura, Márcio Kuhn. Além de adquirir as mudas com valor subsidiado pela prefeitura, os produtores cadastrados no programa também contam com assistência técnica especializada, análise de solo e patrulha mecanizada para a construção de tanques de irrigação. Somente nos últimos dois anos, foram construídos 40 tanques.

Também está sendo dado auxílio na comercialização dos produtos nas feiras municipais, compra direta para a merenda escolar e na incubadora de alimentos, instalada no Setor Industrial. “Está em processo de instalação uma despolpadeira em que serão investidos R$ 205 mil”, ressalta o secretário. Outro investimento é diretamente em sementes: mais 45 mil mudas estão licitadas, para isso serão investidos R$ 320 mil até 2020. Também estão em processo de aquisição tratores, caminhão e implementos agrícolas.

Para o secretário, o grande desafio do projeto para este ano é instalar unidades demonstrativas de cultivo de uva nas próprias propriedades rurais. “Todas são culturas perenes, mas especialmente no caso da uva queremos que é possível e viável produzir no Mato Grosso”, explica.,

Segundo o prefeito Ari Lafin, o Frutifica foi planejado para ser mais uma fonte de renda para a agricultura. “Estamos trabalhando juntos para buscar alternativas de crescimento e desenvolvimento que possam fortalecer a cadeia produtiva do município. Nesse sentido, a fruticultura tem sido uma excelente opção”.

Atualmente, o programa presta auxílio a produtores do Assentamento Jonas Pinheiro, Projeto Casulo, Cinturão Verde e do Distrito de Boa Esperança que cultivam manga, goiaba, coco, acerola, pinha, romã, mamão, maracujá e uva, comercializados no mercado local e regional, informa a assessoria.

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)