Agronotícias

Soja mato-grossense volta a ser mais competitiva em relação à produzida nos EUA, diz Imea

Com a colheita praticamente finalizada nos Estados Unidos e a menor pressão da entrada de oferta sobre a bolsa de Chicago, o grão mato-grossense voltou a ser mais competitivo quando comparado ao grão norteamericano. A informação foi divulgada, hoje, pelo Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

“Além disso, na última semana, as cotações da soja exibiram alta de 5,17% na CME – Group, influenciado pelo aumento nas cotações do trigo, uma vez que a Austrália – uma das maiores produtoras do cereal – enfrenta adversidades climáticas na safra, bem como a alta nas cotações do óleo de soja nos EUA”, informou o Imea.

Segundo o instituto, “se comparada a diferença de base entre as cotações em MT e na bolsa de Chicago no ano passado, o cenário se mostra oposto. Isso porque, naquele mesmo período, o grão em MT estava R$ 34,77/sc mais caro em 2020, sob influência da forte demanda e menor disponibilidade no mercado interno, o que impulsionou cotações recordes para o estado”.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)