Agronotícias

Presidente do Sindicato Rural em Sinop integra nova diretoria da Aprosoja como vice-presidente da região Norte

O presidente do Sindicato Rural de Sinop, Ilson José Redivo integra a nova diretoria da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso eleita, ontem, para o triênio 2021/2023, ocupando o posto de vice-presidente da região Norte. “O estado é dividido em quatro regiões, e cada uma tem um vice, que busca representar, ser o elo de ligação, fazer essa ponte entre a entidade e associado, além levar as demandas das bases para diretoria, trazer as soluções, como está o andamento das propostas, e o que está sendo feito”, explicou, ao Só Notícias.

Ainda de acordo com Redivo, o trabalho será voltado para a aproximação entre associado e Aprosoja, além de defender e brigar pelas demandas necessárias. “Entre as pautas temos a conclusão do trabalho que está sendo feito junto a operação da data de plantio de semente de soja, o calendário, que foi uma das demandas mais discutidas nos últimos tempos. Vamos buscar finalizar esse trabalho, junto aos órgãos do governo do Estado”, afirmou.

Ainda segundo Redivo, outro ponto que será buscado é a aplicação integral do Fundo Estadual de Transporte e Habitação para melhoria da infraestrutura. “Hoje o governo dobrou o valor do Fethab e está aplicando apenas 40% dos recursos arrecadados no melhoramento de estradas, e 60% vai para o bolo para tapar buracos do governo, não achamos ético isso. Eles têm as justificativas de que precisam de recursos para colocar em dia os cofres, regularizar o déficit, mas nós produtores que pagamos todos os outros impostos, mais o Fethab, entendemos que esse valor tem que ser aplicado no fim que ele foi criado, que é resolver os gargalos da infraestrutura”, salientou.

“Temos muitas outras demandas, como a reforma tributaria, que estão querendo aumentar a tributação de nosso setor, também reforma administrativa, que temos que defender, porque o governo é um saco sem fundo e se não fizer a contenção das despesas na máquina pública, nós nunca vamos dar conta. O setor produtivo nunca vai conseguir e vamos lutar por isso”, pontuou.

Por fim, Redivo ainda lembrou a importância da participação dos associados. “Agradecer a participação de todos na eleição, é muito importante a integração. A entidade só é forte se houver a participação e vamos tentar fazer os trabalhos da melhor maneira possível sempre voltado para atender as demandas dos produtores e da nossa região”, completou.

A nova diretoria tem como presidente Fernando Cadore (Primavera do Leste) e vice-presidente, Lucas Costa Beber (Nova Mutum). Na eleição, foram 1,9 mil votos contra 1.023 da chapa adversária, encabeçada por Marcos da Rosa (Canarana) e Ricardo Arioli (Tangará da Serra). Esse é o resultado parcial das eleições e o oficial, inclusive com os nomes dos delegados eleitos dos 25 núcleos, saem em até sete dias úteis, conforme o regimento interno da entidade.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)