Agronotícias

Nova estimativa aponta redução para 55,3 sacas/hectare de soja em MT devido ao clima

A nova estimativa de safra 2018/19 divulgada pelo IMEA – Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária- trouxe novas leituras para a soja em Mato Grosso. Comparado com o levantamento anterior, não houve alteração na estimativa de área, que se manteve em 9,62 milhões de hectares. Em relação à produtividade, observou-se uma redução de
1,6% em comparação com a previsão anterior e uma queda de 3,4% em relação à produtividade da safra 2017/18,
ficando em 55,34 saca/hectares, devido às condições climáticas desfavoráveis registradas em dezembro, como chuvas irregulares e altas temperaturas.

Os analistas do IMEA acrescenta que, “dessa maneira, como resultado a previsão para a produção no Estado apresentou retração de 1,6% ou 511 mil toneladas ante a última estimativa, ficando em 31,94 milhões de toneladas. Entretanto, ainda restam 62,6% do total da área de soja para ser colhida. Dado a isso, o acompanhamento da colheita mês que vem (fevereiro) será importante para a consolidação, da produção”.

As áreas com  cultivares de soja precoce acabaram sendo as mais afetadas por esse quadro, dado que, naquele momento  principalmente essas cultivares encontravam-se em fase de enchimento de grãos, o que resultou na limitação das produtividades.  A região norte foi a  mais afetada com este cenário, queda 4,75% quando comparado  à safra 2017/18, ficando estimada 55,13 sacas por hectare. Já em números absolutos, a região sudeste apresenta a menor  produtividade, 54,65 sacas por hectare, retração de 3,85% ante à safra passada, conclui o instituto, no boletim semanal divulgado nesta segunda-feira.

 

 

 

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)