quinta-feira, 18/julho/2024
PUBLICIDADE

Ministro visitará MT para reativar programa que beneficiará 17 mil com energia no campo

PUBLICIDADE

|2625|

O ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho, estará em Mato Grosso, no próximo dia 14, para fazer a reativação oficial do programa “Luz Para Todos”, que estava paralisado há dois anos. A agenda foi informada, ontem, em reunião com o deputado federal Fábio Garcia (PSB), em Brasília. A informação foi confirmada, ao Só Notícias, pela assessoria do parlamentar. A cidade onde será feito o lançamento do programa não foi divulgada.

Mato Grosso terá um aporte de R$ 284 milhões, que será aplicado até 2018 para a realização de 17,794 mil ligações energéticas. Desde a criação do programa, em 2005, já foram aplicados R$ 1,14 bilhão em Mato Grosso, sendo que R$ 887,2 milhões foram aportados pelo governo federal, beneficiando 126,902 mil famílias, ou 620 mil habitantes.

O ministro Fernando Coelho explica que o programa estava sem orçamento há 2 anos em razão da crise econômica pela qual passa o país, e que agora o governo federal conseguiu fôlego para a retomada da universalização da energia elétrica no país. “Ainda é difícil de acreditar que em pleno século 21 existam milhares de famílias brasileiras sem acesso a energia elétrica. Mas, esta reativação do programa será importante para sanarmos este problema. Vale ressaltar que o acesso a energia elétrica traz qualidade de vida e permite desenvolvimento para as famílias que são beneficiadas”.

Para o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), presente no encontro, a prorrogação do Luz Para Todos é um incentivo às famílias que moram na zona rural a viabilizarem novas ferramentas de trabalho que demandem eletricidade. “Após 2 anos de paralisação por falta de recursos, esta notícia vem em boa hora”.

O vice-presidente do Sindicato da Construção, Geração, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica e Gás de Mato Grosso (Sindenergia/MT), Eduardo Leite de Barros Oliveira, pontua que o anúncio do investimento é positivo para todo o setor. “Mais acesso a energia elétrica significa maior arrecadação de ICMS, o que ajuda o Fisco estadual”.

Em todo o país serão investidos R$ 2 bilhões no programa até 2018, beneficiando 18 estados com 105,996 mil ligações. Desde a criação do programa até 2016 foram aplicados R$ 23,3 bilhões, que atenderam 15,879 milhões de pessoas.

Fonte: Só Notícias/Agronotícias (foto: Gilberto Júnior/arquivo)

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Esmagamento de soja em Mato Grosso foi recorde em junho; preço baixa

O esmagamento de soja nas indústrias mato-grossenses alcançou recorde...

Arroba da vaca gorda em Mato Grosso registra ganho

A arroba da vaca gorda refletiu a menor oferta...

Cotação do milho disponível em Mato Grosso cai 1,6%

O preço do milho disponível em MT ficou cotado,...
PUBLICIDADE