Agronotícias

Milho disponível em Mato Grosso sobe 5% e instituto aponta tendência de nova melhora no preço

O Instituto Mato-grossense de Ecomomia Agropecuária informou, ontem, em seu boletim semanal, que o “USDA reportou os novos números de oferta e demanda para o milho, trazendo projeções negativas para a safra 19/20. Devido às condições climáticas adversas que perduram na região meio-oeste dos EUA, o Departamento reduziu a estimativa de área cultivada e produtividade, resultando numa projeção de produção 8,98% menor que o estimado no relatório anterior. Com isso, os estoques finais de milho para a safra 19/20 apontaram uma redução de 32,59%.

Em consequência, as cotações no mês de julho na CME-Group registraram valores que não eram observados desde junho de 2016, atingindo os US$ 4,53/bu no contrato jul/19 no dia 14/06, o que representa uma valorização de 6,78% em junho de 2019.

“Além disso, essa alta na CME-Group teve reflexo nos preços do cereal em Mato Grosso, que também exibiu alta de 5,01% para o milho disponível, ao atingir R$ 23,03/sc na sexta-feira. Por isso, o produtor deve ficar atento às oportunidades na melhora dos preços do cereal”, orienta o IMEA.

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)