Agronotícias

Mato Grosso mantém liderança nacional na produção de feijão-caupi; 136,3 mil toneladas

Mato Grosso mantém a liderança nacional na produção de feijão-caupi na safra 2020/2021. Serão colhidas 136,3 mil toneladas do grão de uma área plantada de 126.900 mil hectares, estima a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). As condições de solo e clima devem garantir na atual safra uma produtividade de 1.074 mil quilos por hectare, o dobro (104%) da média brasileira de 525 kg/ha.

Esse é um tipo de feijão com boa adaptação às condições de menor disponibilidade de água, afirmam os analistas da Conab. Justamente por isso, é comum ser plantado em áreas mais áridas do Centro-Oeste (Mato Grosso), do Sudeste (Minas Gerais) e no Nordeste brasileiro.

Com a estiagem prolongada este ano por todo o Estado houve atraso no plantio da soja, consequentemente encurtando a janela de semeadura do milho. Cenário que pode favorecer aumento de área plantada de feijão-caupi, avalia o diretor-executivo da Associação dos Produtores de Feijão, Trigo e Irrigantes de Mato Grosso (Aprofir), Afrânio Migliari. “A estiagem só refletiu positivamente para o aumento de área de feijão-caupi, por causa da janela do milho”, reforça o produtor de feijão-caupi, Leandro Lodea. Em Mato Grosso, o feijão-caupi é plantado depois da colheita da soja, assim como outras variedades de feijão, como o azuki e o mungo.

Outro fator que favorece a expansão da área plantada de feijão-caupi é a valorização do produto, prossegue Migliari. Na safra passada a saca de feijão atingiu R$ 250, relembra. Um dos motivos da alta do preço foi a diminuição da oferta. “A tendência é de demanda aquecida em 2021”, projeta.

Em relação à safra anterior, a Conab projeta incremento de 1,6% na área plantada com feijão-caupi em Mato Grosso e manutenção das lavouras dessa variedade no país. Apesar disso, é esperada queda de 10,9% na produtividade mato-grossense e de 3,7% na média de produtividade brasileira. Com isso, o volume total produzido do grão em Mato Grosso deve ser 9,5% menor na temporada atual e 3,6% inferior no Brasil. A produção total brasileira de feijão caupi está estimada em 686.700 mil toneladas na safra 2020/2021. Esse rendimento deve ser obtido de uma área plantada de 1.309 milhão de hectares, aponta a Conab.

No cultivo de 1ª safra – no início da estação chuvosa, de novembro a março – o Piauí e a Bahia se destacam com 86% da área estimada para o plantio de feijão-caupi em todo o país. Nesse período, deverão ser semeados 387.700 mil hectares com essa variedade. O plantio de feijão-caupi é mais tardio, se comparado com ao feijão-comum cores e feijão-comum preto.

A Gazeta (foto: assessoria)