Agronotícias

Custo da produção de milho em Mato Grosso sobe 7,44%

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA) divulgou os dados do custo de produção para o milho de alta tecnologia, trazendo leves reajustes nesta última estimativa para o Estado. A alta do dólar ponderado pela comercialização de setembro a outubro  impactou nos custos com os insumos. Os destaques foram os defensivos agrícolas, que apresentaram um aumento de 0,25%, e os macronutrientes, de 0,18%, no comparativo mensal.

“Deste modo, os custos com fertilizantes e corretivos atingiram o maior orçamento na série histórica do IMEA, ficando 7,44% acima do consolidado para a safra passada (2019/20), sendo cotado a R$ 751,55/hectare. Por fim, com estes aumentos o custo operacional efetivo fechou o mês de outubro em R$ 2.631,08/hectare, variação de 0,13% ante o mês passado, o que contribuiu para que o ponto de equilíbrio ao produtor mato-grossense fosse estimado em R$ 21,18/saca”, conclui o instituto, no boletim semanal do milho.

Só Notícias/Agronotícias (foto: Só Notícias/arquivo)