SocialNews

Marina Ruy Barbosa dispensa preenchimento nos lábios: ‘sou muito nova ainda’

Eleita Mulher do Ano em premiação e referência de estilo para muitas jovens, Marina Ruy Barbosa não cogita passar por transformações radicais no corpo. Em entrevista, a atriz negou ter aumentado os lábios ou passado por rinoplastia, cirurgia plástica no nariz já feitas em famosas como Bruna Marquezine, Anitta e Ludmilla. “A galera sempre comenta isso. Há 4 anos uma médica chegou a afirmar que eu teria feito várias plásticas, mil coisas. Acho muito delicado isso. Como sou muito nova ainda e tem muita gente que me acompanha, acho delicado ficar incentivando e ficar mexendo. Quando a médica falou que fiz plástica no nariz, tem vezes que eu respondo. Eu cuido sempre da minha pele, mas nunca fiz nenhum procedimento. Cuido muito do meu rosto, mas nada como preenchimento ou botox”, explicou à “Marie Claire”.

Atriz entrega sobre cabelo mais ruivo: ‘Tenho de ficar retocando’

Ruiva, a artista precisou deixar a cor das madeixas mais vibrantes para poder interpretar Luz na novela “O Sétimo Guardião”. “Meu cabelo está um pouco mais vermelho do que a cor natural e eu tenho de ficar retocando toda hora”, disse ela, que não descarta ficar morena por trabalho. Ainda comentando sobre a trama das 21h, a mulher de Xandinho Negrão, piloto com quem ela planeja ter três filhos, contou sobre a experiência de viver sua segunda protagonista no mesmo ano: “Eu já sabia que faria ‘O Sétimo Guardião’ desde o fim de ‘Império’. Era minha volta ao trabalho com o Aguinaldo Silva e com o Papinha (diretor e namorado de Paolla Oliveira). ‘Deus Salve o Rei’ surgiu neste meio do caminho e foi um presente. Foi especial fazer parte daquela produção. Vão se passar os anos e sempre vou olhar admirada para aquele trabalho que é tão difícil de manter com qualidade durante tanto tempo, fazer uma novela inteira com chroma e efeitos especiais”.

‘Glamourização é algo pessoal e passageiro’

Além do folhetim do horário nobre, os fãs de Marina também podem relembrar sua infância nas tardes da Globo em “Belíssima”, no “Vale a Pena Ver de Novo”. “Me lembro muito bem dos meus sonhos e admirações daquela época. Eu olhava para o Tony Ramos, Claudia Abreu, Gloria Pires e Lima Duarte e eu era uma menina de 10 anos na vontade de fazer, de querer acertar e com muitos sonhos. É difícil consolidar uma carreira mirim para a atriz adulta. São muitas ciladas e pegadinhas, outros atalhos. Sempre procurei acreditar no meu feeling e no que é verdade. Acreditar que a verdade e o estudo dariam certo. Ao mesmo tempo não me deslumbro com nada. Fama e esse glamour que acontecem são superficiais. O real é o meu trabalho, o que eu faço, o que eles sentem, o que acham de mim e como me respeitam. Isso é o real! O que tem em volta dessa glamourização é algo pessoal e passageiro”, opinou.