SocialNews

Aos 41, Rodrigo Lombardi mantém cuidados com pele e cabelo

Aos 41 anos, Rodrigo Lombardi se considera um homem vaidoso. Em entrevista ao Purepeople, o ator conta que passou a ter mais cuidados com o visual com o decorrer da carreira. “Com o tempo a gente começa a ter, né? Quando a gente é moleque não liga e depois com o trabalho a gente começa a se preocupar. Minha preocupação maior é com a pele, claro. Uso filtro solar, sempre. Uso filtro solar até dentro do estúdio. Passa, repassa. Tem que ter o cuidado de repassar, porque para o homem é muito chato, a gente não tem essa coisa. Com o cabelo, com a medida do tempo você vai selecionando qual shampoo mais gosta, condicionador, ou quando você precisa do condicionador”, afirma o pai do pequeno Rafael, com quem o galã aborda temas como violência e drogas em casa.

Ator lista produtos: ‘Filtro solar, shampoo e desodorante’

Segundo Rodrigo, marido da maquiadora Betty Baumgarte, itens como filtro solar e cera de barba não podem faltar no seu necessaire. “Hoje em dia a vaidade é necessária. Tem que carregar dentro da bolsa um filtro, cera para cabelo que eu costumo usar porque tenho que deixar o cabelo crescer sempre. Eu não corto o cabelo. Quando estou de férias, entre um trabalho ou outro não corto. Eles cortam”, explica. “Filtro solar, shampoo, desodorante. O homem é mais básico, minha cera para a barba e cabelo. São coisas básicas que a gente vai aumentando. A cera não tinha, mas aí achei legal, valeu a pena assim vai. Ai você vai incrementando”, detalha o famoso, que acredita que tem beleza “exótica”.

Rodrigo aponta diferença do teatro para a TV: ‘Troca instantânea’

Em cartaz na peça “Panorama Visto da Ponte”, no Raul Cortez, em São Paulo, o ator exalta seu novo trabalho. “Estou muito feliz e orgulhoso”, comemora. Questionado sobre a diferença da TV para os palcos, ele considera o teatro um “outro esporte”. “Se você perguntar para alguém a diferença de vôlei de praia e o vôlei de quadra vão falar pra você que é um outro esporte. O palco é uma troca instantânea com o público, a peça depende do público, o público tem uma função no teatro, ele participa. Na televisão, você faz, errou? volta. Você tem a grandiosidade da produção da TV, trocar lente, dá close, enquanto no teatro tudo você que faz”, avalia. Sobre sua volta à emissora carioca, Lombardi adianta: “A segunda parte, da primeira temporada, de ‘Carceireiros’ vem agora e ano que vem tem a segunda temporada. Eu adorei fazer, um trabalho exaustivo. As pessoas falam ‘Ah você conviveu com presos, com carcereiros’. Eu digo que eu convivi com seres humanos. Todo mundo está sujeito a qualquer coisa”, conclui.

(PUREPEOPLE)