SocialNews

Angélica sobre a educação dos filhos: “eu quero criar pessoas boas”

Educar pelo exemplo: mãe de três filhos com Luciano Huck, Joaquim, de 14 anos, Benício, de 11, e Eva, de 6, Angélica conta que é dessa forma que ela e  o marido tentam ensinar os filhos, incutindo de forma prática a solidariedade na criaçãos deles. “A gente pode falar mil coisas, mas é a atitude”, enfatiza. “Claro que a gente conversa e fala, mas o legal é levar para fazer”, diz ela sobre a orientação às crianças.

A apresendora lembra que os três têm o exemplo do próprio Luciano. “Eles veem o pai fazendo muito isso(ações de solidariedade) e eles mesmo pedem: ‘vamos fazer uma doação?'”, conta. “Aí os três selecionam as coisas deles, separam roupas, pegam brinquedos… Eles fazem a partezinha deles, o que podem fazer. Já é o bichinho que eles estão cultivando dentro deles  da solidariedade”, diz.

Luciano este ano apresenta a terceira edição Especial Inspiração, edição do Caldeirão do Huck que dá visibilidade a pessoas que, dentro do seu nicho de atuação, promovem iniciativas de grande impacto social, é fonte de inspiração para a própria Angélica. “Ele foi inspirado por outras pessoas e quer levar isso para outros. Vendo (as histórias que Luciano conta), não tem como não se mobilizar e não acender uma luzinha na cabeça”, pondera.

“Eu convivo com isso em casa e sei como é, como toca. Luciano me inspira nesse sentido de aglutinar tanta gente em um projeto. Mas quem inspira a gente é o povo. O brasileiro ajuda e colabora com o outro”, diz Angélica. “E o momento em que a gente está vivendo é super pesado, ms você vê atitudes inspiradoras, gente ali indo fazer coisas”, afirma, garantindo que esse é seu esse é seu objetivo na criação dos filhos. “Eu quero criar pessoas boas. A gente quer criar gente boa, eu sinto que eles são pessoas boas”, diz.

Revista Quem/Globo