SocialNews

Agnaldo Timóteo solta o verbo sobre ter sido dado como morto

Agnaldo Timóteo voltou aos holofotes. E bem do seu jeitão: sem papas na língua. Na madrugada desta quarta-feira (11), o cantor participou do Conversa com Bial, da Globo.

“Olha, que susto. Parecia o fim de uma carreira extraordinária, o desfecho de uma biografia marcada por paixões arrebatadas e arrebatadores por sua imensa voz”, definiu Pedro Bial ao anunciar o convidado.

Os dois chegaram a cantar juntos o clássico New York, New York, de Frank Sinatra. Entretanto, o ponto alto da entrevista foi quando Timóteo falou sobre o que ouviu na época que estava enfrentando grave problema de saúde.

“Eu tava morto. Tanto que o jornal botou ‘morre Agnaldo Timóteo’. Mentira! Eu tô vivo, seu canalha! (…) Os médicos falaram que eu tinha 5% de chances. Mentira. Quem tinha eram eles! Eu tenho 95%…”, brincou.

Uma outra boa notícia foi que Timóteo já pôde voltar a cantar:

“Nossa Senhora Aparecida e Deus não deixaram tocar na minha voz”, definiu.

Ainda na conversa, Timóteo surpreendeu ao definir quem é o melhor cantor do Brasil.

“Não sou eu. É o Xororó. É uma humilhação, ele entrou em uma gravação minha com a Ângela Maria. Ele é um monstro”, concluiu.

OFuxico/Terra (Foto: Reprodução/Instagram)