Saúde

UTIs para tratar Covid no Hospital Regional em Peixoto devem ser entregues no próximo mês, prevê secretário

O secretário municipal de Saúde de Peixoto, Madson Fontoura, afirmou, em entrevista, ao Só Notícias, que até o próximo mês devem ser entregues 10 novas leitos de Unidades de Terapia Intensiva específicos para receber e tratar pacientes com Coronavírus, em Peixoto de Azevedo (197 quilômetros de Sinop). “Nós dependemos de empresa para fazer as entregas. Hoje está fazendo a canalização, está dando andamento. Os leitos estão prontos e estamos trabalhando para concluir as instalações do oxigênio para cada unidade. Depois, a vigilância estadual de saúde vai fazer vistoria. Estamos fazendo as cobranças. Acredito que até metade de outubro entregamos”.

Os respiradores, monitores e camas foram entregues ainda em julho, encaminhados pela secretaria estadual de Saúde para ampliar a estrutura emergencial de tratamento de pessoas com a doença.

Atualmente, o Hospital Regional de Peixoto conta com 21 leitos de enfermarias, mas não tem UTIs e foi inserido no plano emergencial do governo de Mato Grosso. A unidade é administrada e gerida através de parceria entre o governo e o consórcio de saúde, atendendo pacientes de Terra Nova do Norte, Matupá, Novo Mundo – municípios participantes do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Vale do Peixoto.

Segundo dados divulgados, ontem, pela secretaria estadual de Saúde, a taxa de ocupação está em 60,71% para UTIs adulto e em 32% para enfermarias adulto em todo o Estado. Atualmente, são 255 pacientes com internações em UTIs públicas e 283 em enfermarias públicas.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (22.916), Várzea Grande (8.765), Rondonópolis (8.520), Lucas do Rio Verde (5.353), Sorriso (4.956), Sinop (4.844), Tangará da Serra (4.785), Primavera do Leste (3.810), Cáceres (2.630) e Campo Novo do Parecis (2.615).

Ontem, Mato Grosso chegou a 3.336 óbitos em decorrência da doença. Também foram confirmados novos 1.299 casos. Desde o início da pandemia já são 117.299 infectados. Desses, 97.938 já se recuperaram e 15.263 estão em isolamento domiciliar.

Redação Só Notícias (foto: divulgação/arquivo)