Saúde

União de governo, UFMT e empresas proporciona produção de 65 mil álcool gel

Mato Grosso inicia a produção de álcool em gel para distribuir para unidades de saúde, hospitais e profissionais de saúde em todo o Estado. Uma parceria entre Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Universidade Federal de Mato Grosso e diversas empresas possibilitou a matéria prima e demais insumos para que o projeto de extensão da universidade pública saísse do papel.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, César Miranda, ressalta que a parceria com a UFMT existe há um bom tempo, desde quando a universidade ficou responsável por atestar a qualidade do álcool 70% líquido que foi produzido na força tarefa de solidariedade no início da pandemia do novo Coronavírus.

“Com o álcool 70% líquido conseguimos atender unidades de saúde e forças de segurança nos 141 municípios de Mato Grosso. Agora, com este projeto da Universidade Federal, contatamos o Sindalcool novamente que nos auxiliou com 50 mil litros de álcool 97%, que é a matéria prima para o álcool em gel. É uma alegria estar aqui vendo o início desta produção”, afirmou o secretário. Hoje, César visitou o laboratório montado no Centro Olímpico de Treinamento  da UFMT.

O reitor Evandro Soares explicou que o objetivo da universidade é social e chega a ele por meio do ensino, da pesquisa e da extensão. “O projeto é parte de pesquisa e extensão, quando a UFMT extrapola seus muros e atende a uma demanda da sociedade. São parceiros importantes envolvidos, como o governo do Estado, e esperamos ainda mais adesão para produção ainda mais”, ressaltou.

Acadêmicos dos cursos de Química, Engenharia Química, Ciência e Tecnologia de Alimentos, Nutrição, Enfermagem, Educação Física, Economia, Medicina e Engenharia Sanitária e Ambiental estão envolvidos na ação que deve durar dois meses e meio, supervisionados por professores e técnicos.

O professor de Química, Ailton Terezo, que coordena o programa, explicou que o álcool doado ao projeto passa por um controle de qualidade e depois vai para o processo de produção onde são agregados agentes de gelificação, resultando na formulação conhecida como álcool em gel com 70% de álcool. “Esta é a composição que exibe maior eficiência antisséptica e atua na destruição do vírus como novo Coronavírus”, disse. “Estamos produzindo algumas amostras de álcool em gel com características medicinais, ou seja, estamos agregando plantas medicinais que têm comprovação científica da sua ação”, acrescentou.

O produto será envasado em embalagens de 250ml, 500ml, 1,5 litro, 5 litros e 50 litros e distribuído para hospitais e unidades de saúde do Estado.

A informação é da secretaria adjunta de Comunicação.

Só Notícias (foto: Christiano Antonucci/assessoria)