Saúde

UCT de Sinop registra bom volume de doações de sangue

A UCT (Unidade de Coleta e Transfusão) de sangue de Sinop recebe hoje cerca de 20 doações diárias. Esse número aumentou após a unidade ganhar sua sede própria no dia 30 de julho do ano passado. Um prédio que foi construído anexo ao PA (Pronto Atendimento) de Sinop e atende a população com um médico, bioquímica e enfermeiras. Segundo Sandra Maria Schiabel, bioquímica responsável pela UCT, qualquer pessoa pode ser doadora de sangue.

Os doadores têm que ter de 18 a 65 anos e pesar mais do que 50kg. Têm que ter um bom estado de saúde. Algumas doenças como, tuberculose, brucelose, hanseníase, leshimaniose e hepatite, podem interferir na doação.
“Mesmo que a pessoa já tenha se curado dessas doenças, o Ministério da Saúde restringe a doação de sangue, porque elas podem deixar seqüelas no organismo. Mas tirando essa exceção qualquer pessoa pode doar sangue. É tão fácil que o doador não precisa nem mesmo fazer jejum”, disse Sandra, ao Só Notícias.

O doador precisa estar portando de documento de identidade para preencher a ficha. A primeira bolsa de sangue é coletada e são realizados exames para detectar o estado de saúde do voluntário. Após o resultado dos exames o doador é informado se está apto ou não para ser doador. Se estiver apto a primeira bolsa colhida já será encaminhada para o banco se sangue.

“Pedimos para que as pessoas venham doar freqüentemente, dessa forma o banco não fica desfalcado. Mas fica a critério de cada um e ninguém precisa ter esse receio de que se doar uma vez tem que doar sempre. Esse é um mito que estamos conseguindo derrubar, uma pessoa pode muito bem doar uma vez na vida e nunca mais doar sangue”, salientou Sandra.

A UCT (Unidade de Coleta e Transfusão) de sangue de Sinop foi criada em 28 de setembro de 2001 e atende a grande parte região Norte de Mato Grosso. Durante quase 3 anos ela funcionava em uma sala reservada dentro do PA (Pronto Atendimento). Hoje atende de segunda à sexta-feira das 07:00h às 13:00h.