Saúde

Sorriso tem 66 casos de Coronavírus; secretário aponta relaxamento da população para medidas de prevenção

O boletim epidemiológico da secretaria municipal de Saúde divulgado, há pouco, apontou que nas últimas 24 horas três novos casos de Coronavírus foram registrados em Sorriso. Destes, 36 foram confirmados por exame de RT-PCR e 30 por teste rápido. Em contrapartida, aumentou o número de recuperados, passando de 21 para 28.

Além disso, há 81 pacientes considerados suspeitos que aguardam os resultados dos exames. O município tem sete internados, sendo dois em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e cinco em enfermaria. Outros 219 já passaram por testes, apresentaram resultados negativos e foram descartados. O documento ainda informa que 231 pacientes são monitorados pela equipe da secretaria em suas residências.

Na atualização dos números, em live nas redes sociais, o secretário de Saúde e Saneamento Luís Fábio Marchioro demonstrou grande preocupação e apontou certo “relaxamento” da população com as medidas de prevenção. “Andando pelas ruas das cidades, vejo que muita gente já está esquecendo ou deixando de usar a máscara. Não espere ser punido, ou multado. Não é isso que queremos, nosso objetivo é prevenir o contágio de um vírus, que ontem o Brasil passou de 20 mil mortos e esse número não vai parar tão cedo”, expôs.

“Cada um é uma vida, é uma história. Por favor, estou fazendo um apelo. Para continuarmos vivendo uma situação sob controle na nossa região temos que continuar nossas cautelas”. “Continuam as mesmas regras, nada mudou, não estamos com nossa vida normal, não existe isso, até porque estão aumentando os números de pessoas internadas. Então não podemos relaxar, não podemos pensar que tudo está liberado”, acrescentou.

Luís Fábio ainda completou lamentando que “é chato, porque de um lado a saúde quer contribuir para o bem-estar da população para poder voltar a normalidade, aí essa mesma população as vezes usa disso para poder atrapalhar os que estão fazendo tudo certo. Peço aqui que voltemos a nosso zelo, aos cuidados, não dá mais, fico muito triste quando vejo pessoas nas ruas sem máscaras, principalmente idosos”, completou o secretário.

Conforme Só Notícias já informou, esta manhã, o secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo,  confirmou que subiu para 36 o número de mortes em decorrência da doença. Um dos óbitos ocorreu no Hospital Regional de Cáceres de um morador de Curvelândia (280 km Oeste de Cuiabá) e outro era um paciente de Juína, que estava na capital.

Ontem, foram confirmadas mais duas mortes, de uma moradora de Várzea Grande, 61 anos, e de um homem, 74 anos, que residia em São Pedro da Cipa (150 km de Cuiabá). Os dois tinham diabetes e hipertensão.

Só Notícias/Luan Cordeiro