Saúde

Sorriso: ONG debaterá com lideranças ações para melhorar acolhimento de pacientes com câncer

O segundo fórum sobre oncologia ocorrerá no dia 14, às 19h, no auditório da câmara de vereadores. Serão debatidos os direitos, acolhimento dos pacientes e de como se prevenir contra o câncer. O evento é organizado pela ONG de Combate ao Câncer Cirinho Sorrindo. De acordo com a presidente e fundadora da ONG, Carla Pianesso, serão discutidas políticas públicas mais efetivas para os tratamentos oncológicos. “Queremos buscar saídas para melhorar esses acolhimentos dos pacientes tanto na agilidade da consulta, quanto nos procedimentos cirúrgicos junto ao Sistema Único de Saúde (SUS). Terá a presença de deputados, representantes da Assembleia Legislativa e também vamos discutir essa agilidade no diagnóstico. O câncer é algo rápido. O paciente não tem esse tempo. O diagnóstico precoce também será uma das pautas desse fórum”, disse Pianesso.

Carla destacou que é importante a criação de um protocolo nos Postos de Saúde, onde ocorre o primeiro atendimento dos pacientes. “É nestes locais que ocorre o primeiro contato com a doença. Outro ponto importante é o agente de Saúde. É ele que faz as visitas aos moradores. Por isso, é preciso a criação de um protocolo para buscar um diagnóstico mais rápido”.

Ainda de acordo com a presidente da ONG vai ser feita carta de intenções que será encaminhada ao Senado. “Nós já estamos no segundo passo para mudança da lei dos 60 dias, que é uma lei federal que garante o tratamento após o laudo patológico. Tem pacientes que já estão há dois anos na fila. Outros já morreram e nem fizeram o exame”.

A lei sobre prazo para exame de câncer no SUS, foi sancionada pela presidência da República e publicada no Diário Oficial da União, ontem. Agora, entrará em vigor nos próximos 180 dias.

Só Notícias/Cleber Romero