Saúde

Sinop: equipes da Saúde são capacitadas antes de começar vacinação em crianças contra Covid

A equipe de vacinação da secretaria municipal de Saúde passará, hoje uma última capacitação visando o início da vacinação contra Covid em crianças entre 5 a 11 anos.  A reunião, que deve ocorrer na sede da secretaria, será conduzida por representantes do Escritório Regional de Saúde e tem como objetivo alinhar os trabalhos da vacinação, seguindo as recomendações do Plano Nacional de Imunização. Com isto, excepcionalmente nesta tarde, todas as salas de vacinas do município não terão atendimento.

De acordo com a última resolução da Comissão Intergestores Bipartite, que organiza a distribuição dos imunizantes, o público estimado para vacinação entre 5 a 11 anos em Sinop é de 15.643 pessoas. Na primeira remessa, devem ser entregues ao município 930 doses. Inicialmente, as crianças que apresentem algum tipo de comorbidade relacionada no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra Covid deverão ser contempladas.

A vacinação para crianças deve seguir algumas recomendações feitas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Para este público, a vacinação precisa ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos; além de um ambiente acolhedor e seguro para a população.

Outra recomendação é que a sala em que se dará a aplicação em crianças seja exclusiva para a aplicação dessa vacina; não se podendo aplicar outras vacinas, ainda que pediátricas. A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

Já o esquema vacinal para crianças terá o intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco da vacina é na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

A vacinação de crianças desta faixa etária ocorrerá com o acompanhamento de pais ou responsáveis. Para fins de registro, deverá ser exigido um documento oficial de identificação da criança e não será necessária a apresentação de prescrição médica para o ato da vacinação.

 

Redação Só Notícias (foto: assessoria)