Saúde

Sinop: cai infestação do mosquito da dengue mas em 3 bairros ainda é alta

O levantamento rápido de índices de infestação do mosquito Aedes Aegypti  -que transmite dengue, zika e chikungunya está em 5% e diminuiu em relação a janeiro, quando estava em 7%. O máximo estipulado pelo ministério da Saúde é 1%.

A equipe do Centro de Combate às Endemias inspecionou 2,1 mil casas e empresas, durante uma semana. O diretor de Vigilância em Saúde, Jorge Bevilaqua, avalia que a queda na infestação é atribuída também a limpeza feitas nos imóveis para evitar água parada em lixo, calhas e outros, evitando criadouros. “Significa que uma parcela da população abriu os olhos. Então depois daquele ‘bum’ de índice de alto risco de janeiro, que era de 7%, podemos ter uma queda nos casos de dengue futuramente. Porém, a população precisa continuar com esse trabalho de cuidar do próprio quintal”, advertiu, através da assessoria.

Nos bairros Maria Carolina, Azaléias e Botânico ainda há quantidades significativa de focos e a equipe reforçou os trabalhos de vistorias com os agentes intensificando ações fiscalizatórias para eliminar focos. Além dos trabalhos de vistoria e conscientização, a secretaria segue organizando mutirões. “O prefeito Roberto Dorner pediu, inclusive, que déssemos a maior atenção possível no combate à dengue e estamos trabalhando desta forma”, acrescentou o diretor.

Em Sinop, de janeiro a março, foram confirmados 1,5 mil casos de dengue.

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)