Saúde

Servidores do Hospital Regional Sorriso decidem retomar atendimentos semana que vem

A partir da próxima semana os servidores do Hospital Regional de Sorriso retomarão os atendimentos que foram suspensos de forma gradativa. Segundo a diretora da instituição, Otélia Regina Hahn, será montada uma nova agenda de atendimentos respeitando as restrições de pessoal de cada clínica, principalmente as de pediatria e médica.

Só nesta semana o hospital recebeu o pedido de mais 3 demissões. Hoje, a clínica pediátrica está atuando com 4 profissionais, sendo que na semana que vem estará com apenas 3, e a clínica médica também tem apenas 3 profissionais.

“Não estamos conseguir fechar a escala dos médicos. Em dezembro tem ainda a escala de férias e isso torna a situação mais complicada. Nesta semana vamos concluir a agenda e na semana que vem voltamos a atender, mas de forma gradativa, conforme os novos profissionais contratados forem chegando”, explicou, Otélia, ao Só Notícias.

Uma parte dos atendimentos no Hospital Regional de Sorriso, que atende pacientes de 15 cidades do Nortão, está suspensa desde o último dia 1º, porque os profissionais não receberam salários de outubro, horas extras e de produtividade desde setembro. Médicos, enfermeiros e auxiliares decidiram cumprir apenas a carga horária estipulada em contrato e suspender atendimento em outros horários.

Após a paralisação parcial, sendo que os serviços emergenciais estão sendo prestados, a Secretaria Estadual de Saúde informou que os atrasados de setembro está sendo depositado e que a possibilidade do pagamento de outubro e novembro ainda neste ano também está sendo analisada.

Os salários de 42 médicos estão atrasados desde outubro. Ainda o pagamento das horas extras adicionais e produtividade também está atrasado desde setembro. A produtividade corresponde a um adicional para os 475 funcionários do hospital, baseado na produção mensal da instituição. E as horas extras adicionais correspondem a um período de horas cumpridas pelos profissionais que excede o horário dos contratos de trabalho, uma vez que faltam servidores para cobrir as 24 horas de atendimento. O montante devido aos funcionários é de aproximadamente R$ 996 mil.

O Hospital Regional de Sorriso funciona por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde Teles Pires. A folha salarial dos servidores do hospital é bancada pelo Estado e as despesas são retaliadas entre os municípios participantes do consórcio, de acordo com a quantidade de pacientes que cada um encaminha para atendimento. O HR de Sorriso está equipado também com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que atende pelo Sistema Único de Saúde (SUS).