Saúde

Secretaria viabiliza pagamento para normalizar atendimento em Hospital de Sorriso

Após medida radical tomada pelo corpo clínico do Hospital Regional de Sorriso em paralisar parte dos serviços da instituição por causa do atraso no pagamento dos salários, horas extras e produtividade, o Governo do Estado de Mato Grosso afirmou que está tentando viabilizar o pagamento das folhas atrasadas aos servidores.

“Nós recebemos um comunicado da assessoria do secretário e a posição que temos é de que o pagamento dos atrasados está sendo viabilizado. Mas por enquanto vamos continuar trabalhando da mesma forma”, explicou, ao Só Notícias, a gerente geral do hospital, Otélia Regina Hahn

Os atendimentos ambulatoriais e cirurgias eletivas (por agendamento) foram canceladas, conforme Só Notícias já informou. Os profissionais não receberam salários de outubro, horas extras e de produtividade desde setembro. Por isso, médicos, enfermeiros e auxiliares decidiram cumprir apenas a carga horária estipulada em contrato e suspender atendimento em outros horários.

Ao todo, 42 médicos estão atuando no hospital e sem receber o adicional dos plantões de horas extras. O pagamento de produtividade corresponde a um adicional baseado na produção mensal do hospital e atinge aos seus 475 servidores. Otélia afirma que o montante devido aos funcionários, entre horas extras, folhas de pagamento e produtividade é de aproximadamente R$ 996 mil.

O Hospital Regional de Sorriso funciona com o sistema do Consórcio Intermunicipal de Saúde. Prefeituras de 13 cidades da região encaminham pacientes para serem atendidos na instituição, que é equipada com Unidade de Terapia Intensiva (UTI), e os custos são rateados. A folha é bancada pelo Estado.