Saúde

Secretaria descarta hipótese de surto de meningite em Sinop

A Coordenadora da Vigilância Epidemiológica e enfermeira Elza Escobar concedeu entrevista coletiva neta terça-feira para esclarecer dúvidas sobre a Meningite.
Ano passado, foram registrados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) 23 casos da doença, sendo 16 casos da meningite do tipo Viral, quatro bacterianas e três não identificadas. De acordo com a enfermeira Elza o tipo Viral é o mais comum, não existindo vacina para o mesmo.

“A meningite que oferece maior risco é a bacteriana e a meningocócica, sendo a segunda a única para qual existe vacina, o governo só disponibiliza essa vacina em casos de surto e essa hipótese foi descartada aqui em Sinop”. A coordenadora ainda esclareceu que só é considerado surto da doença quando são verificados vários casos em um único local, como numa escola ou bairro. “Até agora os casos foram isolados” afirmou Elza.

O ideal para evitar a doença são medidas preventivas como arejar bem os locais permitindo a circulação de vento e entrada do sol, evitar o uso do ar-condicionado e boa alimentação.

Na caso da verificação de sintomas como febre, vômito e rigidez da nuca a orientação é procurar um médico para avaliação completa. “Os postos de saúde e o Pronto Atendimento estão a disposição da população e preparados para realização de exames para verificação da doença e tratamento” declarou a coordenadora.

A Prefeitura de Sinop através da SMS segue com os trabalhos preventivos e de orientação através dos Agentes Comunitários de Saúde e equipe da Vigilância Epidemiológica, que tem acompanhado in loco os casos registrados e tem feito visitas as escolas.