Saúde

Secretaria constata que 97% dos internados em UTIs do Estado com Covid não tomaram todas as doses da vacina

A secretaria estadual de Saúde informou, há pouco, que a taxa de pacientes internados por Covid nas Unidades de Terapia Intensiva e que não completaram o esquema de vacinação,  passa de 97%. O percentual é superior ao divulgado na terça-feira quando representava 91% dos internados.

Aatualmente há 106 pessoas com complicações da doença nas UTIs. Desses pacientes, 103 não tomaram todas as doses da vacina – as duas doses iniciais e a dose de reforço. “É um dado que nos preocupa, e demonstra que a falta de vacinação é o principal motivo para o crescimento de casos mais sérios da covid-19, que levam os pacientes aos hospitais”, alerta a secretária de Saúde Kelluby de Oliveira.

Ela acrescenta que a vacinação está disponível na rede pública há um ano e meio e que já foi comprovado que a imunização é o meio mais seguro de se prevenir contra as formas mais graves da doença.

O monitoramento da secretaria aponta que, além da alta taxa de ocupantes de UTI sem imunização completa, as enfermarias dos hospitais públicos também estão lotadas de pacientes que não tomaram todas as doses. Nesta quinta-feira, das 442 pessoas internadas, 428 estão com esquema vacinal incompleto, ou seja, 96,8%.

“Se hoje retornamos nossas atividades normais, foi porque a vacinação, iniciada ainda em 2021, permitiu a redução da circulação do vírus. Por isso precisamos que todos tenham consciência da importância da imunização. Com a vacina, a pessoa não protege apenas a si, mas toda a coletividade”, acrescenta a secretária de saúde.

O Estado informa que tem estocadas mais de 646 mil imunizantes contra Covid, que continuam sendo encaminhados pelo ministério da Saúde. As doses estão distribuídas nos 15 Escritórios Regionais de Saúde e na Rede de Frios do Estado, e são repassadas para os municípios conforme a solicitação das secretarias municipais de saúde.

 

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)