Saúde

Nomeada nova gestora do hospital regional de Rondonópolis

O secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, anunciou em entrevista coletiva que o Hospital Regional Irmã Elza Giovanella, em de Rondonópolis (212 km de Cuiabá) será dirigido pela gestora governamental Caroline Campos Dopes Conturbia Neves. De acordo com ele, a unidade passa a ser oficialmente gerida pela SES e coordenada por Caroline.

Além de gestora governamental, a diretora exerceu o cargo de secretária-adjunta de Finanças da Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (Seduc). “ Ela vai exercer a função de comando até que o governador aprove a nova estrutura organizacional por meio de um decreto a ser editado na semana que vem”, explicou Gilberto.

Na visita ao hospital, o secretário realizou reuniões com gestores, servidores, técnicos e médicos. O objetivo foi estabelecer um diálogo efetivo a fim de gerar economia para os cofres públicos. Ontem, no final da manhã, foi organizado um encontro no Escritório Regional de Saúde, ocasião em que foi solicitada uma força-tarefa para a retomada da gestão do hospital.

Conforme Figueiredo, o hospital conta com uma equipe de aproximadamente 700 servidores e gera um custo mensal de quase R$ 9 milhões ao Estado. Este valor será reduzido por meio da revisão, rescisão e renegociação dos contratos com os prestadores de serviços. “Nossos serviços com alimentação e lavanderia, por exemplo, podem diminuir a despesa em mais de 50%”, concluiu, por meio da assessoria.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)