Saúde

Mato Grosso recebe 3 mil comprimidos de cloroquina como terapia auxiliar ao Coronavírus

O governo do Estado confirmou, esta tarde, que recebeu do ministério da Saúde cerca de 3 mil comprimidos do medicamento cloroquina para serem usados como terapia auxiliar no tratamento de casos graves de coronavírus, mais especificamente em pacientes hospitalizados. Há 41 casos confirmados e hoje o primeiro paciente no Estado faleceu, em Lucas do Rio Verde. O secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, expôs que, “apesar de não ter nenhum estudo científico concluído sobre a eficácia do medicamento no enfrentamento ao coronavírus, o ministério autorizou a utilização do remédio como terapia adjuvante no tratamento de casos graves da doença, em pacientes hospitalizados, devido às experiências promissoras realizadas em outros países”.

Gilberto ainda alerta sobre o perigo da automedicação, já que o uso do remédio sem prescrição médica coloca qualquer pessoa em risco eminente, podendo gerar sérias complicações no organismo, como retinopatia e distúrbios cardiovasculares. “Reforço que esse remédio não pode ser usado ao apresentar algum tipo de sintoma semelhante ao coronavírus e nem como prevenção à COVID-19. A prevenção é aquela básica que todos já sabem: lavar as mãos com água e sabão, usar máscara e ficar em isolamento social, se possível”, lembra Gilberto.

As equipes da secretaria estão mobilizadas na distribuição do medicamento para os hospitais de referência que estão habilitados para atuar no tratamento dos pacientes com coronavírus.

O uso do medicamento foi liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o tratamento da COVID-19 em pacientes com quadro clínico agravante, seguindo as instruções do Ministério publicadas na Nota Informativa.

A informação é da assessoria.

Só Notícias (foto: Tchélo Figueiredo/assessoria)