Saúde

Mato Grosso elabora plano de enfrentamento ao coronavírus após reunião no Ministério da Saúde

O governo de Mato Grosso esteve representado na reunião, ontem, pelo Ministério da Saúde, em Brasília. Na oportunidade, o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, anunciou a construção do Plano Estadual de Contingência para Enfrentamento ao novo Coronavírus. “Estamos estabelecendo um plano de trabalho em conjunto com todas as instituições para que seja célere e que estejamos preparados para, se houver algum caso confirmado em Mato Grosso, dar a assistência que nossa população merece”.

Apesar de não haver nenhum caso confirmado do novo Coronavírus no país, o Ministério convocou a reunião com os secretários estaduais e municipais de saúde para conhecer os planos de enfrentamento ao vírus de cada Estado. Na reunião, ficou acertado que os Estados têm até a próxima semana para enviar o plano finalizado ao Ministério.

Além do plano em elaboração, Mato Grosso também ativou o Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COES) como medida preventiva para uma possível entrada do vírus em território mato-grossense. O secretário adjunto de Atenção e Vigilância em Saúde da SES, Juliano Melo, que também participou da reunião em Brasília, explica que o objetivo do Centro de Operações é articular e organizar as ações de preparação do estado diante de uma eminente epidemia.

“O COES deve responder de forma oportuna e proporcional às situações de emergência em saúde pública, realizando o planejamento, organização, coordenação, avaliação e execução das ações de resposta. Ele permite a definição de estratégias e ações adequadas para enfretamento de emergências, por meio de análise dos dados e informações, subsidiando a tomada de decisão dos gestores e técnicos”, explica Juliano.

A secretaria já realizou uma reunião de alinhamento das ações com as Secretarias Municipais de Saúde de Cuiabá e Várzea Grande e com a equipe da Anvisa, responsável pelos setores de Portos e Aeroportos.

Os profissionais de saúde dos demais municípios do Estado receberão as mesmas orientações por meio de uma nota técnica, que definirá o fluxo de atendimento. Esse documento está sendo elaborado pelo órgão estadual, pela Anvisa do Estado, pelo Hospital Universitário Júlio Müller e conta com o apoio da Casa Civil.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)