Saúde

Mais de 60 vagas do Mais Médicos não foram preenchidas em Mato Grosso e novo edital é aberto

O Ministério da Saúde lançou um novo edital para preenchimento de 2.448 vagas remanescentes do programa Mais Médicos, em 1.177 municípios e 28 Distritos Sanitários Indígenas (DSEIs). Conforme o balanço divulgado pela pasta, hoje, Mato Grosso tem 64 disponíveis para atuação em 32 localidades.

O local com mais vagas, 10, no total, é o DSEI de Cuiabá, seguido pelos distritos Xavante (8), Xingú (6), Araguaia (5) e Kaiapó (4). Para Colniza, são 3 vagas remanescentes. Em Marcelândia e Tangará da Serra são duas, em cada localidade.

Há ainda uma vaga para cada um dos municípios de Água Boa, Alto Araguaia, Apiacás, Bom Jesus do Araguaia, Brasnorte, Canarana, Cotriguaçu, Juara, Luciara, Nortelândia, Nova Brasilândia, Nova Canaã do Norte, Nova Maringá, Nova Monte Verde, Nova Xavantina, Novo Santo Antônio, Paranaíta, Peixoto de Azevedo, Pontes e Lacerda, Porto Alegre do Norte, Porto Esperidião, Reserva do Cabaçal, São José do Xingú e Vila Bela da Santíssima Trindade.

O Ministério disponibilizou vagas para médicos registrados no Brasil, que podem se inscrever até esta sexta-feira. De 27 a 28 de dezembro, poderão se inscrever brasileiros formados no exterior. A chamada para estrangeiros formados em outros países será de 3 a 4 de janeiro.

Conforme o balanço de convocação, 5.846 médicos se apresentaram nas cidades escolhidas ou iniciaram as atividades. O prazo final para os médicos se apresentarem aos municípios terminou na última terça-feira (18). Segundo o Ministério da Saúde, os profissionais que já estão homologados e desistirem dos postos terão as vagas colocadas de volta ao edital do Mais Médicos.

Só Notícias/Herbert de Souza