Saúde

Intensificado combate a focos da dengue em Lucas R. Verde

Os agentes de saúde ambiental têm intensificado o trabalho de vistoria em lotes e residências da zona urbana à procura de focos do mosquito transmissor da dengue e, por incrível que pareça, grande parte das ocorrências mapeadas tem sido na área central da cidade, de onde, no semestre passado, partiu a maioria das queixas em relação à doença.

Ao ser confirmada a existência de larvas durante as visitações, os proprietários recebem uma notificação para tomar providências e, caso nenhuma atitude seja tomada dentro do prazo estabelecido, eles terão mais 24 horas para solucionar o problema antes de serem multados por omissão e reincidência em relação à irregularidade.

Conforme o Departamento de Vigilância Sanitária e Epidemiológica, a chegada das chuvas facilita a proliferação do inseto e se não houver a colaboração de todos os moradores a campanha corre o risco de ser totalmente comprometida e não dar resultados positivos. A responsável pelo DVSE, Miriam H. Campos, alerta que é preciso ter consciência que estamos lidando com uma ameaça à saúde coletiva e que o descaso e a irresponsabilidade de uns pode afetar uma cidade inteira.

Os dados das notificações emitidas no 5º Ciclo de Levantamento de Índice e Tratamento durante o mês de setembro e começo de outubro confirmam que as situações mais freqüentes ainda envolvem vasilhames espalhados pelos quintais, caixas-d’água, tanques e piscinas. As demais casas notificadas pertencem aos bairros Pioneiro, Rio Verde, Cidade Nova e Alvorada.