Saúde

Hospital Regional de Sorriso poderá ser centro de média e alta complexidade

Essa é a meta na nova diretora administrativa do Hospital Regional de Sorriso, Otélia Regina Ackermann Hahn, que tomou posse na última segunda-feira. Em entrevista ao Só Notícias, ela afirmou que sua meta de trabalho é continuar com os projetos dentro dos planos da Secretaria Estadual de Saúde.

“Não vamos fazer mudanças radicais. Vou continuar trabalhando dentro da proposta da Secretaria Estadual. Nossas principais metas é a inauguração da UTI, ainda este ano e tornar o Hospital um Centro de Média e Alta Complexidade para o Nortão de Mato Grosso”, salientou.

Só Notícias apurou que a UTI terá 10 leitos para adultos e 10 neonatal. Segundo a proposta de Otélia, os atendimentos serão melhorados e continuarão aos 17 municípios conveniados ao Consórcio Intermunicipal de Saúde. Hoje, o hospital já conta com Centro de Imagens, realizando os exames de tomografia computadorizada, raio-x, ultra-sonografia, endoscopia, eletrocardiograma e encefalograma, nos pacientes politraumatizados, ou seja, aqueles que sofrem acidentes.

O hospital atende por dia cerca de 500 pacientes. Em três meses de 2005 já foram 45.794 pessoa atendidas. “Queremos aumentar esse número e evitar que muitas pessoas se desloquem para a capital em busca de atendimentos mais especializados, que aqui, ainda, não são oferecidos. Por isso nosso interesse em sermos um Centro de Média e Alta Complexidade”, reforçou Otélia.

Ela substitiuiu Mauro Manjabosco que deixou o cargo há poucos dias. Já trabalha no setor administrativo do Hospital há 2 anos e meio. O motivo da saída de Mauro, foi porque ele mesmo pediu desligamento do cargo, segundo informações de Otélia. No último sábado, o secretário Estadual de Saúde, Marcos Henrique Machado, esteve em Sorriso para resolver algumas questões do Hospital e definir essa mudança de diretoria.