Saúde

Governo faz balanço e deve priorizar contração de funcionários para reabrir a Santa Casa em Cuiabá

A secretaria de Estado de Saúde fará a contratação, em caráter temporário, de funcionários da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. A medida faz parte do plano de ação para retomar os atendimentos da unidade que teve a administração assumida, temporariamente, pelo governo do Estado na quinta-feira, após crise e paralisação dos atendimentos de o dia 11 de março. Na próxima terça-feira, a equipe técnica da secretaria estadual de Saúde definirá, detalhadamente, como será o processo de contratação dos servidores.

Neste final de semana, a equipe do secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, deve fazer um levantamento geral do processo de contração dos funcionários que manifestarem o interesse de serem contratados pela SES, e continuarem trabalhando na Santa Casa.

O órgão estadual pretende absorver boa parte dos funcionários em contratos diretos com o Governo. Porém, o secretário já adiantou que esses futuros servidores devem atender alguns requisitos que estão sendo estabelecidos.

“Esses profissionais têm um vínculo com a Santa Casa e não poderão coexistir nas esferas de uma instituição privada e um hospital público. Diante disso, o governo do Estado irá dialogar com os funcionários e representantes de classe, visto que pretende manter a expressiva maioria daqueles profissionais que estiverem dispostos a continuar prestando serviços para a unidade hospitalar”, pontuou.

Além disso, o Estado irá realizar o processo de análise para mensurar os valores financeiros que serão depositados na conta da Justiça do Trabalho para o pagamento dos salários dos funcionários.

“Dez dias é o prazo suficiente para o Estado mensurar o valor patrimonial que existe na Santa Casa, de imóveis e equipamentos. A partir dessa avaliação, irá estimar o valor indenizatório mensal que será depositado para, preferencialmente, honrar os compromissos trabalhistas”, concluiu o secretário.

Redação Só Notícias (foto: Lenini Martins)