Saúde

Exame descarta morte de bebê e adolescente por H1N1 em Sorriso, confirma secretário

O secretário de Saúde de Sorriso, Luis Fábio Marchioro, descartou em entrevista concedida, esta manhã, que a bebê, de 8 meses, e um adolescente, de 17 anos, morreram infectados pelo vírus do H1n1. As causas da morte ainda estão sendo investigadas.

“Infelizmente tivemos essas mortes nos últimos dias aqui na cidade, e foi levantada a suspeita, nós entramos em contato com laboratório central de Cuiabá, que é o responsável por fazer esses exames e nenhum dos casos a doença foi confirmada. Foram feitos 6 tipos de exames, zika, dengue, h1n1, leptospirose e hantavirose e não houve nenhum resultado positivo”.

Marchioro explicou que quando existe a suspeita de um caso da doença na cidade é feito todo um trabalho de investigação e prevenção. “Quando falaram há uma suspeita vamos pedir também o exame de leptospirose, hantavirose, já fomos lá na fazenda, na região, alertando os proprietários porque estamos com problemas com ratos, e na cidade também, então temos que cuidar e é isso que nós estamos fazendo para tranquilizar a população”.

O secretário ressaltou ainda o início da vacinação contra H1N1 que começa a ser distribuída para os grupos prioritários nos postos de saúde a partir da próxima quarta-feira, e alertou que as doses não serão suficientes.

“No ano passado foi um número de vacinas a quem da sociedade e esse ano pelas informações já foram repassadas pela Vigilância em Saúde junto a secretaria de Saúde é que esse será menor ainda o número de vacina. Isso não quer dizer que precisa ter apavoramento. A prevenção contra essa doença é a higiene”, finalizou.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/Lucas Torres)