Saúde

Descartado surto de meningite em Sinop

A Secretaria Municipal de Saúde descartou a existência de um surto de meningite em Sinop. 17 casos foram registrados este ano em Sinop e uma criança acabou morrendo. 12 crianças pegaram meningite viral e 5 meningocócica. A viral é considerada a mais branda e, a meningocócica, a espécie mais perigosa. Segundo a secretaria, a criança que faleceu em Sinop foi vítima de meningite viral.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica em Sinop, Sandra Regina de Oliveira, explicou que os casos registrados este ano não podem ser considerados surto.
Não há vacina contra a meningite viral. Só contra a meningocócica.

“Como não existe vacina contra a viral, estamos orientando as mães para tomarem cuidados para evitar que as crianças peguem a doeça”, explicou a coordenadora. “As orientações que damos é que os ambientes sejam limpos e ventilados.
Aconselhamos as mães para que, se notarem nas crianças qualquer manifestação de fébre, coriza, vômito, mal estar, deve procurar brevemente o médico”, disse Sandra.
“Enquanto estiverem com estes sintoma, não levar as crianças, para locais aglomerados, como festas, por exemplo, para evitar possíveis contágios, até ficar esclarecido qual doença a criança tem”, acrescentou.

O número de casos registrados até agora, em Sinop, é menor que em 2004 quando foram diagnosticados 20 casos e houve uma morte. A média de notificação anual é de 25 casos. “Estivemos, nestes dois anos, abaixo da média”, finalizou a coordenadora Sandra Regina de Oliveira.

Depois que uma criança faleceu, há cerca de 40 dias em Sinop, houve uma grande procura por vacinas contra a meningite meningocócica, chegando a faltar doses ema glumas clínicas particulares.

A nível estadual, a Secretaria Estadual também descartou epidemia da doença. Semana passada, a meningite matou outra criança, em Cuiabá. 17 casos de meningocócica foram registrados, ano passado, em Mato Grosso