Saúde

Casos de dengue, zika vírus e chikungunya aumentam em Sorriso

Os dados divulgados pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) apontam que os casos das doenças aumentaram este ano, em relação ao ano passado. A dengue passou de 857 registros, em 2015, para 1.749 em 2016. Com isso, a incidência saiu de 1.067 casos a cada grupo de 100 mil habitantes, para 2.178.

No ano passado, o município ainda registrou 10 casos de zika vírus. Em 2016, foram 381. A incidência passou de 12 para 474 a cada grupo de 100 mil habitantes. Também houve aumento de casos de febre chikungunya, passando de 20 para 44. A incidência saiu de 25 para 55 casos a cada grupo de 100 mil habitantes.

Conforme Só Notícias já informou, o Estado apresenta registro de 806 casos da dengue por 100 mil habitantes. O zika vírus também demonstrou alta incidência, embora o número de casos tenha se mantido o mesmo do último boletim, com 746 casos por 100 mil habitantes. Já a febre chikungunya, tem incidência de 43 por 100 mil habitantes, o que é considerado baixo. O número de notificações da dengue é de 26.326 (aumento de 11% relação ao mesmo período de 2015).

Zika registra 24.369 notificações (aumento de 162% do total anual de 2015) e Febre Chikungunya são 1.410 casos (aumento de 334% do total anual de 2015). De acordo ainda como o boletim de monitoramento, as cidades de: Jangada, Nossa Senhora do Livramento, Indiavaí, Santa Terezinha, Conquista D'Oeste e Figueirópolis d'Oeste não registraram notificações, nem casos de dengue. A comissão de investigação de óbitos, do programa da Dengue, vem monitorando 45 casos, sendo 15 notificações de óbitos por dengue.

Destes, cinco foram confirmados até o momento. No mês de setembro notificaram os municípios de Rio Branco com dois casos registrados. Tangará da Serra e Matupá tiveram, ambos, uma notificação. Quanto a Febre Chikunguya, o número de casos notificados neste ano é 1.410. A incidência acumulada é de 43 casos por 100 mil habitante. Havendo um aumento de nove casos em relação à semana anterior. No mês de setembro, os municípios que apresentaram ocorrência dos casos da febre foram: Matupá, com uma notificação, Campo Novo do Parecis, Cuiabá e Rio Branco  com um caso notificado cada um.

O monitoramento epidemiológico apontou a redução de 72 para 71 municípios silenciosos para a notificação de Febre Chikungunya de (50,4%). Três apresentam incidência acumulada que os classificam como alto risco sendo eles: Acorizal, e Campo Novo do Parecis. Os municípios da regional São Felix do Araguaia não apresentam casos da Febre Chikungunya.