Saúde

Reduz mais de 50% o número de infectados com AIDS em Sinop, diz secretaria

A secretaria municipal de Saúde informou, ao Só Notícias, que no ano passado foram registrados 42 casos de pessoas com Síndrome de Imunodeficiência Adquirida. Em comparação com 2019, teve uma redução de 58%, quando foram diagnosticados 100 casos. Diferente do informando anteriormente, não teve aumento de 110%.

Entre as pessoas que têm a doença, o número é maior entre homens, com 31 casos. Já entre as mulheres, são 11. A maior incidência é na faixa dos 20 a 34 anos, registrando 28 casos.

Costa ainda no detalhamento quem entre as gestantes, são 10 casos, que variam entre mulheres de 16 e 33 anos. Há ainda 14 crianças que foram expostas ao HIV, ou seja, aquelas nascidas das mães já infectadas ou que tenham sido amamentadas por mulheres com a doença.

Em Sinop, o tratamento das doenças de condições crônicas e infecções sexualmente transmissíveis é feito pelo Serviço de Assistência Especializada em HIV/Aids, localizada na avenida das Itaúbas, no centro.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo - atualizada com correções às 14h42)