Saúde

Ala de oncologia de Sinop deve funcionar dentro de 20 dias

Em breve a população da região Norte do Estado contará com o serviço para tratamento de pacientes com câncer, que será realizado na Ala de Oncologia do Hospital Santo Antônio, localizado no município de Sinop.

Em visita ao município na quinta-feira da semana passada, o governador Blairo Maggi assinou convênio de R$ 75 mil, para a manutenção do serviço durante três meses, até que o Sistema Único de Saúde (SUS) assuma o custeio. A ala também será equipada com repasse de recursos do Estado num investimento de R$ 280 mil.

A região Norte será a primeira do interior a contar com o tratamento especializado à pacientes com câncer. Atualmente, o atendimento é oferecido somente na Capital do Estado. “Num prazo de 20 dias deve estar funcionando e atendendo uma grande quantidade de pessoas que hoje precisa deslocar-se para Cuiabá”, informou o prefeito de Sinop, Nilson Leitão, em visita ao governador Blairo Maggi, no Palácio Paiaguás, nesta segunda-feira (17.04). “Viemos agradecer a visita do governador ao município”, disse.

De acordo com o prefeito de Sinop, a ala de oncologia foi construída por meio de parceria da Fundação Santo Antônio, Lions Clube e prefeitura municipal.

Em visita às instalações da Ala de Oncologia do hospital na semana passada, o governador informou que a intenção do Governo em descentralizar o atendimento é em busca de oferecer o serviço mais próximo do cidadão e tentar minimizar o sofrimento destas pessoas. “Eu sei o quanto é doloroso para as famílias desses pacientes terem que se deslocar às vezes 500 quilômetros para as sessões de quimioterapia”, disse. De acordo com o governador a descentralização do serviço tornará o acesso ao tratamento “mais fácil, rápido e humano” .

Na visita ao município de Sinop o Governo também assinou outros convênios na área da Infra-Estrutura. “É sempre bom receber o governador na cidade da gente. O governador vai à cidade, tem oportunidade de conhecer os problemas locais e também de levar obras e ações, isso que é mais importante”, afirmou prefeito Nilson Leitão.