Saúde

Ações dos Escritórios Regionais de Saúde devem ser fortalecidas

A Secretaria de Estado de Saúde, no fortalecimento de suas ações no interior do Estado, reúne entre os dias 28, 29 e 30 de setembro, representantes dos 16 Escritórios Regionais para destacar ações que devem ser desenvolvidas com integração nos municípios de abrangência de cada um. As reuniões acontecem na Escola de Saúde Pública.

Na manhã de hoje, os representantes dos Escritórios Regionais se reuniram com o Secretario de Estado de Saúde, Augustinho Moro, a fim de ajustar as ações que serão desenvolvidas neste segundo semestre. “A meta do Governo Blairo Maggi é ampliar suas ações e fazer chegar os serviços de Saúde em todos os municípios. Para tanto é necessário o fortalecimento dos Escritórios Regionais, que são o braço da Secretaria junto aos municípios de abrangência. Nesta fase vamos nos preocupar com a estrutura física e de pessoal para cada Escritório a fim ajustar as ações de ordem gerencial”, disse o secretário.

Augustinho Moro lembrou a todos os representantes que as metas estabelecidas pelo Ministério da Saúde serão cumpridas neste semestre, principalmente no que diz respeito às ações das Vigilâncias Sanitária, Ambiental e Epidemiológica. O secretário pediu atenção especial na ação que será desenvolvida no combate à dengue, visto que os números de notificações aumentaram. “O Estado desenvolverá uma ação estratégica no combate ao mosquito Aedes Aegypti e para o êxito desta ação necessitamos do envolvimento dos municípios bem como de toda a população mato-grossense”.

Na atenção básica o secretário informou aos representantes dos Escritórios que o Estado já atingiu 80% de sua meta na implantação do Programa Saúde da Família, com cobertura populacional de 61,3%, dando um total de 430 equipes do PSF em todo o Estado. “O Programa Saúde da Família é um programa de apoio à saúde familiar e comunitária, do Ministério da Saúde, e que envolve a saúde bucal na atenção básica sendo executado pelas três esferas. A participação dos Escritórios nesta ação é de apoio, fiscalização de acordo com as determinações do programa. Ele fortalece a saúde preventiva”, disse o secretário.

O secretario Augustinho Moro afirmou que o Estado de Mato Grosso, por ser de grande extensão territorial e muitos municípios que distam um dos outros mais de 200 a 400 quilômetros, utiliza a estratégia de levar os serviços de média e alta complexidade por meio de consórcios intermunicipais. Já foram implantados 13 , na região Centro-Norte há um em vias de implantação, significando que 113 municípios estão integrados aos consórcios, com cobertura populacional de 1.611.000 habitantes, sendo esta ação mais um ponto de responsabilidade de ação dos Escritórios.

Mostrando os números dos serviços de descentralização o Estado hoje possui 27 Centros de Atenção Psicossocial nos municípios, dois hospitais-dia, em Cuiabá e Barra do Garças, Caps-Alcool e Drogas em Barra do Garças, Cuiabá, Rondonópolis e Várzea Grande, e outros seis em fase de implantação.

Nos serviços de Atendimento Móvel de Urgência e Emergência Cuiabá, Várzea Grande e Rondonópolis têm cobertura do Samu-192 . Dez municípios pólo do interior têm cobertura do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma e Urgência (Siate). O MT-Hemocentro tem cobertura de 100% das transfusões efetuadas no interior com 17 municípios apresentando serviços de Unidades de Coleta e Transfusão (UCT) e 17 Agencias Transfusional (AT).

Na Fisioterapia o Estado possui 85 unidades descentralizadas, e a previsão é de mais duas unidades para este ano. “O Estado vem cumprindo sua meta de trabalho na área de Saúde, o da descentralização. Para que tudo isso funcione de forma integrada a Secretaria como um todo tem que ter o controle de todas as suas ações . O papel dos Escritórios Regionais é fundamental para o que o Estado espera nos indicadores da atenção básica, secundária e terciária”, finalizou o secretário.

Os dirigentes dos Escritórios Regionais manterão reunjões com os superintendentes da Secretaria de Estado de Saúde, durante todo o dia de amanhã (29.09), a fim de alinhar as ações de saúde, de acordo com o que já foi delineado pelo Plano Plurianual de cada área.

Os Escritórios Regionais são: Cuiabá, com 11 municípios de abrangência, com cobertura populacional de 904.403 habitantes, Água Boa ( sete municípios, 64. 013 hab), Alta Floresta (seis municípios, 101.236 hab), Barra do Garças (10 municípios, 118.039 hab), Cáceres (13 municípios, 284.443 hab.), Diamantino (oito municípios, 85.202 Hab), Juara (quatro municípios, 60,856 hab), Juina (sete municípios, 101.562 hab). Peixoto de Azevedo (cinco municípios, 114.706 hab) Porto Alegre do Norte (Sete municípios, 99.546 hab), Rondonópolis (19 municípios, 385.806 hab.), Sinop (14 municípios, 284.476 hab.), Tangará da Serra (nove municípios, 198.984 hab.), São Félix do Araguaia (seis municípios, 22.452 hab), Colider (Seis Municípios, 71.009 hab.) e Pontes e Lacerda (9 municípios, 104.470 hab).