Ponto Final

Teis preso

O advogado Diogenes Curado, ex-secretário de Segurança e ex-delegado da PF, defende o conselheiro afastado do TCE Waldir Teis, preso preventivamente hoje, em Cuiabá, acusado de embaraçar a investigação da recente fase da operação Ararath. Ele entrou com dois pedidos de liberdade, no STJ e STF. O ministro Raul Araújo, relator da operação recebeu relato do MPF que a Polícia Federal flagrou Teis “tentando destruir cheques assinados em branco e canhotos de cheques – jogando-os na lixeira do prédio, depois de descer correndo 16 andares de escada”, quando agentes cumpriram buscas e apreensão em outra sala do escritório onde ele estava em Cuiabá. “A tentativa do conselheiro foi filmada e fotografada. Só não houve prisão em flagrante porque, como magistrado, tem imunidade que restringe a possibilidade prisões quando se tratar de crimes afiançáveis”. O MPF também quer a prorrogação do afastamento do conselheiro até o trânsito em julgado da denúncia. Teis, que tem 66 anos, foi até a PF, depôs e aguarda, preso, julgamento do recurso.

Só Notícias