quarta-feira, 29/maio/2024
PUBLICIDADE

Tá feio

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O presidente do Conselho Tributário da Federação das Indústrias de Mato Grosso – Fiemt-, Gustavo de Oliveira, apresentou, hoje, durante audiência pública para debater incentivos fiscais para setor empresarial no Estado, que a carga tributária abocanha 40% do Produto Interno Bruto – PIB do país. Ou seja, são 149 dias de trabalho para pagar impostos. “Até 30 de maio de cada ano trabalhamos somente para pagar os impostos”, destacou. É, literalmente, de lascar. Ele também lembrou que o custo da energia em Mato Grosso também é alto, representando às indústrias tributos de ICMS de 37% – uma cacetada. Até quando ?

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Prejudica a economia

O prefeito de Sinop, Roberto Dorner, participou, em...

Mais avanços

O governador Mauro Mendes afirmou, hoje, em encontro com...

Fraude à licitação e peculato

A Polícia Federal deflagrou, esta manhã, a operação Miasma,...

Vão pra Bahia

O governo Mauro Mendes (União) iniciou tratativas com uma...