Ponto Final

Sem prorrogação

O governador Mauro Mendes decidiu não prorrogar o estado de calamidade financeira no Estado. A decisão, conforme a assessoria do Poder Executivo, leva em consideração dados da Secretaria Estadual de Fazenda que apontam uma “razoável melhora da gestão fiscal” em Mato Grosso. O decreto de calamidade financeira foi assinado por Mauro logo no início do ano. Com validade inicial de seis meses, ele acabou prorrogado em julho por mais quatro meses. A situação previa uma série de medidas de controle, reavaliação e contenção de todas as despesas públicas efetivadas no Poder Executivo, com o objetivo de reequilibrar as finanças do Estado.

Só Notícias