Ponto Final

Sem legalidade

O secretário de Fazenda, Rogério Gallo, reafirmou, hoje, que a decisão do governo não conceder aumento salarial aos profissionais da Educação, em greve há uma semana, é uma imposição legal pois o Estado já ultrapassou o limite de gastos com funcionários previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). “Não é uma vontade. Não é uma questão querer ou não do governador dar ou não o RGA [Reajuste Geral Anual]. O problema é legal. O aumento não pode ser dado agora”, expôs.

Só Notícias