Ponto Final

Rebatendo

O juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça (TJ), José Mauro Bianchine Fernandes, desqualificou ontem o relatório da Organização das Nações Unidas (ONU), que retrata o judiciário brasileiro como machista, ineficaz, moroso, de difícil acesso, avesso a movimentos sociais e nepotista. Para o juiz, que tem status de desembargador, o relatório é tendencioso e não faz uma análise completa e precisa do problema, informa A Gazeta.