Ponto Final

Quem é sócio oculto ?

A Polícia Civil e o NACO Criminal (Núcleo e Ações de Competência Originária) do Ministério Público fizeram, nesta 3ª, a operação Sócio Oculto, para apurar possível direcionamento de licitação e superfaturamento dos serviços de varrição de praças e vias públicas, objeto de contrato firmado em 2019, no valor de R$ 48,7 milhões, entre a prefeitura de Cuiabá e duas empresas. Dentre as irregularidades, a empresa estaria deixando de fazer a regular varrição dos logradouros, não obstante estar sendo paga com regularidade. Uma das empresas investigadas teria ligação com um parlamentar.

Só Notícias