quinta-feira, 30/maio/2024
PUBLICIDADE

Perfil político

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O presidente do Sindusmad – maior sindicato de indústrias madeireiras em Mato Grosso-, José Eduardo Pinto, defende que o futuro secretário de Meio Ambiente seja político, que monte uma boa equipe técnica e tenha bom trânsito com a Assembleia para conseguir aumentar o orçamento da secretaria e reforçar o número de servidores. A lentidão que se arrasta há meses na emissão de licenças ambientais, análises de planos de manejo a greve recente continuam causando prejuízos para o setor madeireiro. Apenas um dado: “Nossa demanda mínima gera em torno de 300 projetos/ano. Até 30 de junho, havia sido aprovados 87 projetos, sendo que estes 300 projetos que o setor consome por ano precisariam ter sido aprovados no período de seca”, explicou Eduardo, ao Só Notícias

COMPARTILHAR

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias

Prejudica a economia

O prefeito de Sinop, Roberto Dorner, participou, em...

Mais avanços

O governador Mauro Mendes afirmou, hoje, em encontro com...

Fraude à licitação e peculato

A Polícia Federal deflagrou, esta manhã, a operação Miasma,...

Vão pra Bahia

O governo Mauro Mendes (União) iniciou tratativas com uma...